sábado, fevereiro 28, 2009

Última semana

A última semana chegou e as últimas viagens também.

Los Jereles



El pescaito de Sanlucar Pare




Comida en la sotea




La Azucarera



la llegada de Nuno y Cláudia


Carnavales de Cai

sexta-feira, fevereiro 20, 2009

Graná

Chegou a vez de Granada


As melhores





terça-feira, fevereiro 17, 2009

Ronda

O tempo a fugir mais que uma passadeira na velocidade máxima.Então há que aproveitar a 1000 todos os segundos. Os próximos post deixo-vos com fotoreportagens.

Andalusia, tem o seu encanto.

El Bosque e Ronda


Exasutas, mas sempre dá para conviver um pouquinho

domingo, fevereiro 15, 2009

Se acabó

Oito meses de árduo trabalho passaram a voar.


Que buenos recurdos. Gracias a todos!

Agora espera-me a verdadeira prova de vinhos pelo Pepe.

sexta-feira, fevereiro 13, 2009

Cumplis Itzi

Os meses passam e cada vez estamos mais especializadas em presentes de aniversário. Este mês tocou à Itzi, que para além da surpresa "Canarias soy, traigo salsa con reggeaton" contou com um par de presentes incríveis e momentos para mais tarde recordar....

E a reacção.....


video

quarta-feira, fevereiro 11, 2009

Otro de los grandes

Há semana e semanas. e aqui por los Jerele costumam ser semanas muito boas. Esta, para além da surpresa das ilhas, e aproveitando o quão solidárias estamos, fomos a mais um concerto de solidariedade, com uma das bandas que compoem a nossa banda sonora, El desvan del duende.


Como diria alguém, sensacional!

video


Que Bueno

Bueno, era o último dia da Ainhoa, já tínhamos jantado no restaurante italiano e estávamos já instaladas nos anos 60 das furgó do Angel quando ..."PAH!PAH!PAH!Niñasssss!!!" e nós "Joeee, No me lo puedo creer!!!!!"


"QUE BUENOO!!!" foram as expressões da meia hora seguinte à surpresa da Hary. Está dito que não seguimos para casa, mas sim para a Damajuana!


Que bueno...

sábado, fevereiro 07, 2009

El pueblo en el que nunca pasaba nada

Para os mais interessados no que passa lá fora, diferentes pontos de vista e boas ideias, podem aproveitar a newsletter do Inov http://visaocontacto.blogs.sapo.pt/

E já agora o meu contributo. Merece a pena ver pelo menos os links.


El pueblo en el que nunca pasaba nada


Muitos dizem que a vida é para ser levada com boa disposição, e o mesmo se pode aplicar ao Marketing. O humor, ou até mesmo a ironia, são cada vez mais utilizados em diferentes campanhas de marketing como forma de despertar a atenção.

Miravete de la Sierra é um exemplo de uma campanha de comunicação original, utilizando a actual tecnologia. Em www.elpuebloenelquenuncapasanada.com Cristóbal faz-nos uma visita virtual por esta pacífica aldeia da província de Aragón. Como em mais uma metrópole o stress aqui também existe, mas é tomado com bastante mais calma. Desde a hora de ponta para se comprar o pão até ao novo corte de cabelo de Angél, nomeado o acontecimento do ano, tudo é vivido vagarosamente já que ali “el tiempo no pasa ni adelantando la hora”.

Esta página não se limita apenas a dar a conhecer humoristicamente Miravete enquanto aldeia, mas também o seu aglomerado populacional de 12 pessoas, efectuar reservas no hotel rural, comprar merchandising, como miniaturas dos habitantes, fazer doações para a recuperação do telhado da igreja (com eleição da telha a doar) chegando a oferecer actividades lúdicas tal como o “1º Open de ordenho de cabras virtual”.

A aposta surgiu da agência de publicidade Shackleton, anteriormente destacada por campanhas igualmente arrojadas (www.shackletongroup.com). Apostando no poder da Internet e nas novas tendências de marketing interactivo, a Shackleton, ofereceu esta campanha publicitária com o intuito de experimentar uma nova forma de comunicação e, consequentemente, promover esta tão desertificada aldeia.

El pueblo en el que nunca pasa nada poderá ser um óptimo benchmark a aplicar às muitas miravetes de Portugal. Cada vez a desertificação rural é mais profunda, deixando pequenos tesouros da natureza esquecidos ao mundo. Voltar a povoá-las é bastante difícil pelas condições que oferecem, contudo as mesmas características tornam-nas únicas como oferta turística. Um dos grandes critérios na eleição de destino de férias é, precisamente, o mais autêntico, o inexplorado e, sobretudo, o sossego. Surge, então, uma oportunidade única de alargar a oferta turística portuguesa de uma forma sustentada, mostrando as suas raízes, e de reabilitar as imensas aldeias perdidas no interior do país. Tudo isto aliando o mais actual marketing, tanto relacional como interactivo assim como web design e design criativo, no qual temos bastante mérito.

Com a participação de todos os habitantes, Miravete contou com 23.000 visitas apenas nos primeiros dias de campanha. A juntar os seus anúncios publicitários, el pueblo en el que nunca pasa nada já começou a receber a agitação turística característica da vontade desenfreada de viver tudo ao segundo, já que ali, para conhecer caras novas bastam apenas 12 segundos.


Anúncios publicitários:

http://www.youtube.com/watch?v=hxhm3i3-7fw

http://www.youtube.com/watch?v=GAPGFv6NfKM&NR=1

http://www.youtube.com/watch?v=0u9hB9Lw070&feature=related

sexta-feira, fevereiro 06, 2009

Autêntico

Já estou a sentir a contagem de crescente e as pupilas sensoriais ao máximo apreciando todos os pormenores desta terra. Ontem recebemos um regalito muito autêntico e característico de los Jereles.

Ora, com a Ainhoa (visita de Bilbau)por casa e depois de visitar o 4 Gatos, com um concerto muito bom e a Moderna (com o Angel - novo ocupa do Posto de controlo)foi altura de dar uma voltinha à Damajuana. Tudo muito calminho com os Beatles de fundo e derrepente "Vamos pal Grecco a una fiesta privada que esta toda la gente. Venirse!!!".



Hmmmmmm...festa privada, cajon na mão, cheira-nos a flamenquito.




E ai estavam todos e com um flamenco muito bom. COm muitos Jerezanos y um arabe com um flamenco incrível no corpo.

video

quarta-feira, fevereiro 04, 2009

Rodoldo, o Grande

E é quando se menos espera que as coisas acontecem. Estava eu a checkar uns emails qd so vejo o meu monitor a ser levado. Levaram o meu Tobias porque o Alfredo da Isabel deixou de dar imagem. Concluindo, os próximos dias serão na companhia do grande Rodolfo. 1h de convivência e já lhe ganhei carinho....

domingo, janeiro 25, 2009

Como los Cangrejos

Mantendo mais uma vez o modo tranquilo. O fim-de-semana foi calminho com um jantar fajitas, saída com a Sara Power e Borzo e uma sessão de cinema.

Ou seja, jantar, filme Sete Almas (em espanhol!) e o concerto em Homenagem à Hary.
Arristides Moreno na Damajuana , com cds autografados e muita conversa no pátio.



Para além de muito divertido e reivindicativo, foi um concerto com gostinho especial ou não fosso ele compatriota da Hary – GALDAR!

video

segunda-feira, janeiro 12, 2009

Tocando a areia

E já que estamos numa onda de passeio, aproveitámos o solarengo Domingo para matar saudades da praia e de Cadiz. Ah, e de um bom gelado;) Claro isto tudo em modo ALNIBAR!!

domingo, janeiro 11, 2009

Jerez y sus jardines mil

Seguindo o exemplo esloveno comecei a utilizar bicicleta. Graças ao Antonio já tenho os pneus cheios e o selim já não gira. Assim sendo começamos a dar uso à nova bici deixada pela Hary.

Rota: Alvaro Domec, recinto ferial e parque del Altillo. Um parque com 7 jardins: Clássico, de Inverno, Musical, de Água, Romântico, Japonês e Labiríntico. Jerez é um mundo por descobrir!



E seguimos a rota com um passeio mais pelos bairros flamencotes incluindo a estátua da grande filha do Flamenco, Lola Flores e Alcazar.



Desfrutando dos encantos da cidade e de um belo jantar com sabor a Portugal e remate final na Teterial!

sexta-feira, janeiro 09, 2009

Vai haver registo

Ano novo, estilo novo. Estamos todos muito mais calmos e aproveitando tudo de forma mais calma. Mas foi um começo também fotográfico. Após a drástica redução de 4 a 0 câmaras fotográficas, eu e a Itzi recebemos os nossos novos registos fotográficos.


terça-feira, janeiro 06, 2009

Los Reyes

Não pensem que as festas aqui terminam ao dia 1 de Janeiro. Aqui os Reis festejam-se e são para muitos mais importantes que a noite de consoada. Portanto, como sempre experimentando as tradições de cada país, fomos ver a cavalgata (desfile) e esperar que os reis e seus ajudantes nos atirem muitos rebuçados.

As ruas estavam a abarrotar com grandes e pequenos histéricos para receber muitos rebuçados e ver à estrela deste ano que seria um apresentador famoso de Jerez. Mas claro para nós foi muito mais que isso, foi o reencontro com todos e tudo. E seguindo a nossa tradição, fomos à Damajuana para receber os nossos Reis Palmeros. Foi muito bom ver a todos, Pako, Chuli, Muño, Borzo, Antonio, Kiko, os porteiros…e muitos mais.

sábado, janeiro 03, 2009

Últimos Dias

Havia que voltar aos Jereles e por isso os dias seguintes foram tranquilos. Uns filmezinhos e jantar en la Peña da Arantxa. Ou seja, uma sociedade onde podes cozinhar e jantar, tudo em família. Nem é preciso dizer, mas o conceito é óptimo. Depois foi festejar na mega discoteca Totem, que ao contrário do ano novo estava bem mais espaçosa.

Um pouco cansadas mas lá nos levantámos para as 14 horas de autocarro. Despedida animada com a família, vídeo da Abuela Angela no programa da tv procurando a uma amiga e metemo-nos a caminho de Victoria.

Começando a viagem bem, ao entalar a perna da Pau na porta do carro, iniciámos uma viagem extremamente confortável com um filme, dobrado claro, cheiro a Marrocos, 1 hora de descanso, e um par de acordares com um “já não sei como sentar-me”.
14 horinhas, mas passou-se. Pela manhã já estávamos na Calle Larga com as malas aos trambolhões.



Euskerrikasko a todos e a todas!

quinta-feira, janeiro 01, 2009

Noche Vieja

Existem muitas formas de comemorar o Ano Novo e o de Pamplona é bem festivo e colorido. Apesar do frio gélido tudo sai à rua mascarado. Ora nós, sentindo-nos muito integradas en los Jereles, decidimos homenagear esta cidade e mascarar-nos de Jerezanas.

Um rolo de papel autocolante vermelho, muitos círculos, roupa preta, uma rosa vermelha e uns brincos vermelhos e VAMO QUE NO VAMO…..

Portanto foi jantar com a família Zabalza, comer 12 uvas a correr para conseguir acompanhar as badaladas e partimos para casa da Gigo (amida da Pau) para terminarmos de mascarar-nos.

Umas pestanas postiças, colagem de círculos vermelhos e rosa na cabeça e estávamos prontas: EU, Itzi, Pau, Gigio, Gar, Naia e prima da Naia.

Foram 3 horas de festa mas muito intensas en lo Viejo percorrendo três bares, desencontros de jerezanas, quedas e terminámos no autocarro de regresso a Ansuain com um chapéu chinês.

Era diversos as mascaras e ainda mais a quantidade de sevilhanas, espanholas, mas modéstia a parte, nós dominamos!